Igreja Evangélica Apostólica

siga-nos no twitter facebook

igreja

Artigos

NAMORO

     Até bem pouco tempo o namoro era algo pré-nupcial, com regras bem definidas e padrão comumente aceito.  Este consistia de encontros constantes, com diálogos  com considerável reserva e planos para o futuro. Os encontros eram feitos na casa da moça, com a presença de familiares, na sala, ou no portão, até às 22 horas no máximo. Também constavam passeios, atividades mútuas e correspondência. Com o advento da era pós "Beatles" (conjunto de rock-and-roll inglês, que revolucionou a cultura ocidental após a década de 60) e o desenrolar do movimento "Hippie" (jovens americanos que lutavam pela liberação das drogas, extinção da família e amor livre), o namoro sofreu grandes mutações. Seus limites foram ampliados.

     Os encontros passaram a ser em cine-mas, pizzarias, clubes, etc, sem a presença de familiares. No seu bojo as carícias íntimas e os atos pré-sexuais encontraram espaço livre. Por serem mal formadas muitas famílias tornaram-se desestruturadas, terminando em divórcios!  Com o passar dos anos o namoro continuou em processo de mutação. O império da AIDS (doença fatal sexualmente transmissível), trouxe uma transformação na aceleração da libertinagem juvenil. Os preservativos entraram na lista de materiais comuns da lista de compras dos adolescentes, como a pílula na década de 70.

     Mas, se você tem ao Senhor Jesus Cristo como seu Senhor e Mestre, então o pecado não pode exercer domínio sobre você, e a moda não o obrigará a agir como todos agem.

     Jovens; busque a orientação de Deus em sua vida. Que sejam retas, adequadas, puras e duradouras, na presença de Jesus. Ecl 12.1

 

                                                 

                                DA UJAP PARA O JOVEM                            


Ver mais
ministérios UFAP Missões UJAP

Rua Otávio Mazzotini 584 - Jardim do Lago - Campinas - SP
contato@igrea.org.br